Início / Alentejo / Arraiolos – visitar a vila dos tapetes e do castelo circular
arraiolos
Visitar Arraiolos subindo ao castelo

Arraiolos – visitar a vila dos tapetes e do castelo circular

Arraiolos, uma vila alentejana que dispensa apresentações, está situada no coração do Alentejo Central. Estendendo o seu casario pela encosta de um monte que avista um encantador concelho rural, tem como cartões de visita a qualidade dos motivos e ponto único dos tapetes de Arraiolos, assim como o seu peculiar castelo circular.

arraiolos-castelo
Castelo de Arraiolos no topo do monte

Mas há muitos mais factores distintivos que o vão atrair para este lugar a apenas 20 km de Évora. Venha daí!

Arraiolos – a História em destaque

A história de Arraiolos é longa e rica, já que vários foram os povos que por cá passaram e deixaram as suas marcas. A região apresenta vestígios da presença humana desde tempos remotos, presumivelmente desde o Neolítico, ou até mesmo do Calcolítico. Crê-se que a região do concelho de Arraiolos já teria uma significativa ocupação humana desde o IV Milénio a.C.

D. Dinis atribuiu o primeiro foral régio a Arraiolos em 1290. Em 1305, o mesmo rei mandou edificar o castelo e tornou-o sua morada. A vila foi condado de D. Nuno Álvares Pereira, 2º Conde de Arraiolos, a partir de 1387, o qual aqui continuou durante grandes períodos da sua vida. Em 1511, D. Manuel atribuiu à vila novo foral.

arraiolos-muralhas-castelo
No interior das muralhas do castelo

As alterações ao território de Arraiolos foram muitas ao longo dos anos. A partir de 1736 ficaram definidos os seus limites administrativos; no entremeio, sofreu várias alterações. A inclusão no distrito de Évora aconteceu em 1385.

Como qualquer outra vila portuguesa, e em particular vilas alentejanas, Arraiolos tem muitos e variados locais de interesse turístico e de renome. Todos estes locais e monumentos da povoação e do concelho fazem parte de um requintado roteiro por terras alentejanas, todos eles constituem importantes legados patrimoniais.

  • Castelo de Arraiolos
  • Pousada de Nossa Senhora da Assunção
  • Igreja Matriz de Arraiolos
  • Igreja da Misericórdia
  • Fonte rural Chafariz dos Almocreves
  • Pelourinho
  • Todo o centro histórico de Arraiolos
  • Igreja Matriz do Vimeiro
  • Ermida de São João do Campo
  • Palácio da Sempre Noiva de Arraiolos
arraiolos-igreja-misericordia
Igreja da Misericórdia

Castelo de Arraiolos

Falemos do Castelo de Arraiolos, também conhecido como Paço dos Alcaides. Castelo românico-gótico construído no início do século XIV no alto de um monte, de seu nome Monte de S. Pedro. Tem uma posição privilegiada sobre tudo em seu redor, destacando-se claramente na paisagem alentejana. No seu interior, envolvida pelas suas muralhas, encontra-se a antiquíssima Igreja do Salvador (século XVI).

O cenário é extraordinário desde o topo do monte onde encontramos o Castelo de Arraiolos, desde o casario branco à natureza que envolve a vila. Não é sem surpresas este castelo. Não se destaca apenas pela sua posição altiva, destaca-se também pelo mundo fora. É verdade. Este é um dos poucos castelos de arquitetura circular do Mundo.

Dentro do Castelo de Arraiolos, a construção encontra-se degradada devido ao passar dos tempos, mas as muralhas e o seu extenso relvado encontram-se bem conservados. Depois destes factos, que razão terá para não visitar tão distinto e ímpar monumento?

Convento dos Loios

pousada-arraiolos
Pousada de Arraiolos, Convento de Nossa Senhora da Assunção

O Convento dos Loios (Pousada Convento de Arraiolos ou Pousada de Nossa Senhora da Assunção), onde poderá dormir, é outro local a visitar em Arraiolos. Este edifício situa-se logo à saída da vila (na rotunda da estrada nacional que liga a Pavia) e apresenta uma acumulação de estilos arquitetónicos, dos quais se destacam o estilo manuelino-mudéjar na igreja, e o estilo barroco seiscentista no convento.

arraiolos-igreja-convento
Igreja do Convento de Nossa Senhora da Assunção

A data da sua fundação remonta ao século XVI. Foi mandado edificar pela Ordem de Santo Elói e foi dedicado a Nossa Senhora da Assunção. Adquirido pelo Estado em 1980, foi completamente restaurado em 1995 para adaptação a Pousada.

arraiolos-convento-loios
Claustros do Convento de Nossa Senhora da Assunção

Os tapetes de Arraiolos

Também património da vila são os afamados Tapetes de Arraiolos, repletos de história bordada à mão por gerações de bordadeiras pelos tempos fora. São parte do artesanato mais conhecido e, provavelmente, mais antigo de Portugal. Apesar das incertezas, há estudos que comprovam que esta arte dos Tapetes de Arraiolos terá começado com os Mouros, durante o século XII. Foi desenvolvida como a conhecemos hoje no século XV, tendo atingido o seu auge no século XVIII, com os motivos florais.

tapetes-arraiolos
Loja de Tapetes de Arraiolos

A produção destes tapetes terá sido originada, primeiro, pela abundância de matéria-prima (lã, teares e um grande número de artesãos ligados à tecelagem) e, depois, pela presença e influência de tapeceiros islâmicos, que estiveram em Portugal entre os séculos VIII e XV.

Os Tapetes de Arraiolos são bordados com lãs de cores variadas, sobre uma tela de juta ou algodão. Os seus padrões mantêm os padrões clássicos, mas são cada vez mais inovadores. «O Tapete Está na Rua» é o evento cultural que, durante o mês de maio, comemora e exalta a cultura local a que estes bordados estão ligados.

Visitar Arraiolos – a ligação à natureza

Deixando de lado o património histórico-cultural, concentremo-nos agora no paisagístico, outro dos mais importantes bens do concelho. A paisagem, tipicamente alentejana, surpreende-nos com as suas planícies pintadas pelos montados, levadas até aos limites do horizonte.

Visitar Arraiolos é sinónimo de encontrar extensos montados. Destacam-se, por isso, os artigos em cortiça, que fazem parte do artesanato local. Circular pelas estradas do concelho, sejam de alcatrão ou de terra batida, leva-nos sempre a um outro pequeno monte com paisagens quase infindáveis.

visitar-arraiolos
Artesanato Alentejano na rua Alexandre Herculano

A natureza desempenha um papel importante para a economia de Arraiolos. Para além da extração e exportação de cortiça, são fundamentais a produção de leite, a agricultura, a produção de vinhos e a extração de granitos. Destacam-se ainda a indústria de tapetes, pequenas indústrias de enchidos, licores, queijos e mel. Das terras se extrai também o barro, a partir do qual se fazem peças de artesanato e do dia-a-dia.

Arraiolos – a sua gastronomia típica do Alentejo

Mas nem só de montados, monumentos e tapetes se faz a história desta povoação. A sua gastronomia apresenta também características muito particulares e é parte da razão pela qual o turismo em Arraiolos é de tanta qualidade. Já ouviu falar dos famosos “Pastéis de Toucinho”? É um doce natural desta bela terra, com marca registada.

As célebres “Empadas de Arraiolos”, um salgado típico, conhecido de lés a lés, mas com um toque especial dado pelos arraiolenses, também merecem ser provadas… E levadas no seu carro de regresso a casa. Visitar Arraiolos adoça-nos a boca.

Falando ainda de gastronomia do Alentejo presente em Arraiolos, deixamos o convite para provar:pratos de porco, borrego e vitela; sopas alentejanas; açordas; migas. Tudo faz “crescer água na boca” e também a vontade de passar por cá, sobretudo aos viajantes que são igualmente “bons garfos”. A acompanhar uma bela refeição, um bom vinho alentejano, pois claro.

Para comer e beber do melhor que há por aqui, sugerimos que aproveite uma visita durante as “Semanas Gastronómicas” promovidas pelos vários estabelecimentos de restauração e a “Mostra Gastronómica”. Os dias em que “O Tapete está na rua”, evento já referido, também serão uma boa altura.

Visitar Arraiolos – desfrutar deste concelho do Alentejo

Depois da comida, da cultura e dos espetáculos vem o ócio, o “dolce fare niente” a que o alentejano está habituado nas horas de calor. Arraiolos está rodeado de várias áreas de lazer e de contacto com a natureza.

  • Jardim Público
  • Parque Urbano de Vimieiro
  • Fonte e Parque de Merendas do Vimieiro
  • Barragem do Divor
  • Percurso “Entre Pontos e Colinas”
  • Trilhos do Rio Divor (Aldeia da Serra)
  • Ecopista de Arraiolos (no seguimento da Ecopista de Évora, um excelente passeio para fazer de bicicleta)
arraiolos
Jardim Público de Arraiolos

Se, por entre outros gostos, for apreciador de bom vinho, venha até cá para apreciar alguns dos melhores que se fazem no Alentejo. A Adega das Mouras de Arraiolos, por exemplo, uma herdade imensa, apresenta uma das três maiores vinhas contínuas da Europa. Produzem-se aqui vinhos fantásticos.

Agora a Herdade dos Coelheiros, em perfeita harmonia com a natureza, desenvolve inúmeras atividades. Tem várias produções derivadas das culturas das vinhas, olivais, nogueiras, montado, couto turístico de caça e parque selvagem no montado, com caça grossa e o famoso porco preto. Em todas estas produções está a marca da tradição alentejana.

Pode vir até cá e desfrutar de uma tranquila estadia, durante a qual lhe serão proporcionados a vivência e o conhecimento das atividades agrícolas e da caça; a prova dos célebres vinhos da Tapada dos Coelheiros; o prazer da gastronomia da região; os passeios guiados por entre a beleza e a história do concelho de Arraiolos; entre muitas outras atividades de turismo.

O Monte da Ravasqueira é outro monte tipicamente alentejano, com excecionais condições geológicas e climáticas que favorecem a produção de um dos melhores vinhos que o Alentejo pode oferecer. Para além da excelência do vinho, o Monte da Ravasqueira desenvolve em simultâneo outras atividades ligadas à cortiça, ao azeite, ao mel e criação de gado bovino e cavalos lusitanos de qualidade.

 Escolha o seu alojamento nesta lista de hotéis em Arraiolos 

Referimos ainda a “Aldeia da Terra”, um lugar muito sui generis do concelho, situada na encosta da vila e com vista para o castelo ao longe. À entrada, uma mensagem bastante apelativa: “Bem-vindos à aldeia mais caricata de Portugal”. E não engana!

Nesta “aldeia” todos os dias há coisas novas: um habitante, uma árvore, uma casa… Tudo em barro! Em miniatura. Transborda de vida, vida real mas inanimada. Cómica, altamente improvável e que, por uma ou outra razão, não deixa de fazer rir quem por cá passa! Mas é um trabalho sério e importante aquele que se vem fazendo aqui ao longo dos anos, não fosse esta ter sido classificada de Interesse Cultural pela Secretaria de Estado da Cultura.

Quando decidir visitar Arraiolos, o que por certo vai acontecer, não se esqueça que bem perto existe uma outra pitoresca aldeia também digna de visita, a Aldeia de Santana do Campo. Construída maioritariamente sobre Ruínas Romanas, aqui existe uma estação arqueológica e um Templo Romano que não pode deixar de conhecer.

Arraiolos enfeitiça pela sua singularidade. É uma terra que nos chama até ela. Que levamos connosco para a recordar. Seja num tapete ou em recordações de passeios pelas suas terras e castelo, pelas ruas íngremes mas convidativas. Esperamos por si. E pelo seu regresso.

Booking.com

Veja também

alentejo estremoz campos

Estremoz – visitar a histórica cidade branca do Alentejo

Estremoz é a “cidade branca” do Alentejo. Reconhece-se ao longe pelo seu casario branco, espalhado …