Início / Explorar / Igreja de São Vicente em Évora
igreja sao vicente evora
Igreja de São Vicente e o largo com o mesmo nome

Igreja de São Vicente em Évora

igreja sao vicente evora
Igreja de São Vicente e o largo com o mesmo nome
A Igreja de São Vicente, também conhecida como Igreja dos Mártires de Évora, é um monumento religioso da cidade de Évora e está ligada ao culto dos três antigos santos padroeiros da cidade: os irmãos Vicente, Sabina e Cristeta. De acordo com a tradição, estes terão morrido mártires, por volta do ano 303.

Esta Igreja de São Vicente foi edificada sobre uma ermida, entre 1461 e 1467, dentro daquilo que é conhecido como Cerca Velha, ou seja, a parte mais antiga da muralha de Évora. Era, para a época, um local de culto muito modesto.

Da antiga ermida do século XV, subsistem ainda, no exterior, dois portais góticos, de influências mudéjares. O portado principal é de granito, com um frontão triangular e óculo em forma de círculo. No topo norte da igreja, pode ver-se uma estação da Via-Sacra da «Irmandade do Senhor Jesus dos Passos».

O interior da Igreja de São Vicente tem uma planta quadrada, composta por três naves e, no corpo central, três tramos com abóbada de berço. Robustos pilares de granito suportam esta planta. No eixo da igreja, temos uma cúpula circular nascida de arcos plenos que acompanham as trompas decoradas com magníficas vieiras estilizadas.

A parte central da igreja é composta por três capelas de arcos redondos e de pedra lavrada. A capela-mor é dedicada a S. Vicente; as capelas laterais são dedicadas a Nossa Senhora da Conceição (Evangelho) e a S. Gregório Papa (Epístola).

A Capela de S. Vicente tem alguma profundidade e apresenta o altar original em talha dourada. Este está dividido em três corpos do estilo jónico e é finalizado por um frontão circular onde se encontra pintado o emblema do Espírito Santo. No seu corpo central existe um retábulo, de finais do século XVI, em linhas clássicas, guardado pelas figuras possantes de dois atlantes.

igreja sao vicente evora
Detalhe da porta da Igreja de São Vicente
Nas primeiras décadas do século XVII foram abertos três nichos onde foram colocadas as imagens dos três padroeiros deste templo. As paredes laterais da capela-mor estão caiadas de branco e não têm decoração, sobressaindo apenas a pedra onde, segundo a tradição, se encontra a «pegada de S. Vicente Mártir».

Na parede do fundo da capela-mor existe ainda uma pintura mural do século XVI, alusiva a São Vicente e às suas irmãs Sabina e Cristeta. Esta pintura terá sido levada a cabo por Francisco de Campos, pintor referenciado em outras obras da cidade de Évora, especialmente nos Paços dos Condes de Basto.

Atualmente, a Igreja de São Vicente, património da cidade de Évora, serve de sala de exposições temporárias, encontrando-se afastada do culto religioso. Esta será, a acrescentar a outras, uma boa razão para não deixar de visitar esta igreja. Imaginá-la como antigo local de culto e olhá-la agora como local de cultura… São, afinal, atividades que se complementam.

Aproveite, venha numa tarde de verão e, depois de uma passagem pela conhecida Praça do Giraldo, visite esta igreja. Depois, sente-se na esplanada do agradável Largo de S. Vicente e coma um gelado na mais famosa geladaria artesanal de Évora. Pode terminar um belo e quente dia alentejano de uma forma bastante refrescante.

Booking.com

Veja também

evora vestigios romanos

Vestígios Romanos em Évora

Haver vestígios romanos em Évora não é algo que surpreenda. Sabia que, durante a época …