Início / Alentejo / O que fazer no Alentejo | 12 formas de apreciar o Alentejo
o que fazer no alentejo
Mostramos-lhe o que fazer no Alentejo. Escolha as suas atividades preferidas e faça-nos uma visita!

O que fazer no Alentejo | 12 formas de apreciar o Alentejo

O que fazer no Alentejo é uma decisão que ficará mais fácil após ler estas sugestões de atividades. Uma visita ao Alentejo não deve ser uma viagem de turismo aos principais monumentos. Certamente, descobriu esta página “O que fazer no Alentejo | Atividades no Alentejo, Portugal” porque deseja visitar a região saindo daqui retemperado e com nova alma depois de viver algumas das muitas experiências no Alentejo. Genuínas. Memoráveis.

Vamos ajudá-lo a decidir o que fazer no Alentejo mas também o que ver, onde ir, o que comer, o que beber, o que visitar. Esta é uma experiência para se viver romanticamente, a dois. Mas também em família, com as crianças. Traga os amigos ou… venha sozinho e faça amizade entre as simpáticas gentes alentejanas.

O que fazer no Alentejo? | Atividades no Alentejo para todos

A pergunta “O que fazer no Alentejo?” tem tantas respostas diferentes quantas as pessoas questionadas. Esta é uma área com uma diversidade enorme. Isto significa que as experiências que irá viver estarão certamente de acordo com os seus gostos e expectativas.

1 – Visitar várias aldeias, vilas e cidades

Uma das evidentes experiências para viver enquanto visitar o Alentejo é percorrer as ruas centrais de várias povoações mais emblemáticas. Sem plano definido. Dessa maneira, a cada virar de esquina, encontrará um vestígio arquitetónico do passado. E também encontrará uma tradição mantida, um artesão a trabalhar, um simpático alentejano pronto a conversar.

O Alentejo é uma região com uma cultura bem definida. Mas cada povoação tem também as suas histórias peculiares, tradições gastronómicas, costumes que a distinguem das outras. Trace um roteiro de viagem no Alentejo que inclua os seus pontos preferidos. Mas deixe igualmente tempo para descobrir pequenas “jóias” fora dos circuitos habituais. Estes podem ser percorridos rapidamente. No entanto, não é assim que se deve viajar, especialmente nesta região, conhecida pela lentidão do passar do tempo.

O que fazer no Alentejo - Visita com um guia local
Ajudamo-lo a desfrutar do seu tempo no sul de Portugal e a perceber as singularidades da região. Escolha um dos nossos Tours no Alentejo.

2 – Provar a Gastronomia

Viajar é sempre sinónimo de provar a comida local! O Alentejo foi uma das regiões mais pobres de Portugal no passado. Então, a imaginação dos alentejanos teve de criar sabores incríveis com os ingredientes que a terra lhes dava em cada estação do ano.

que fazer alentejo
Provar a gastronomia alentejana não pode faltar na sua lista de atividades para fazer no Alentejo.

Em restaurantes de topo mas também nas mais modestas e antigas tabernas típicas, encontrará uma cozinha tradicional riquíssima. Para petiscar ou como entrada para a refeição (e levar para casa) temos queijos, enchidos, presunto, azeitonas.

Muitas sopas são chamadas de açordas porque adicionamos o maravilhoso pão alentejano ao caldo de tomate, beldroegas, cação,… Mas também encontramos o pão nas famosas migas, que podem acompanhar pratos de carne. Os temperos são muitos, com grande destaque para o delicioso azeite. Na costa alentejana as especialidades são as cataplanas e caldeiradas feitas com o peixe fresquíssimo que o oceano Atlântico no dá. Por toda a região, para sobremesa, temos doces como queijadas, pastéis de toucinho, pão de rala, sericaia e muitos mais.

O que fazer no Alentejo - Prova de azeite
Aprofunde o seu conhecimento sobre o “ouro líquido” da região. Faça uma degustação de azeite alentejano com o próprio produtor e prove também os produtos regionais.

3 – Visitar adegas e provar o vinho

O que fazer no Alentejo? Provar o vinho, pois claro! Uma das primeiras “atividades” que nos vem à cabeça é “regar” a refeição com um dos excelentes vinhos aqui produzidos. Grande parte dos 22 mil hectares de vinha da região engloba as oito sub-regiões de Denominação de Origem Alentejo: Borba, Évora, Granja-Amareleja, Moura, Portalegre, Redondo, Reguengos de Monsaraz e Vidigueira. Não admira, portanto, que sejamos líderes no mercado de vinhos em Portugal e ganhemos prémios internacionais.

alentejo que fazer
Tantos vinhos para descobrir na sua viagem ao Alentejo. Marque visitas às adegas.

Visitar adegas e provar o vinho alentejano é uma experiência extremamente aliciante para os apreciadores. O enoturismo permite o contacto direto com as herdades onde a vinha cresce e as adegas onde a uva é transformada. Aqui, o visitante pode observar todo o processo antes de uma prova.

Em Évora, os Vinhos do Alentejo têm um espaço próprio que poderá visitar. Se decidir seguir a Rota dos vinhos do Alentejo, de forma independente ou contactando-nos para fazer um tour personalizado, descobrirá muitas adegas com provas, visitas guiadas, restaurante e mesmo alojamento. Entre muitas outras, algumas das mais conhecidas adegas e que visitamos frequentemente com os nossos clientes são: Tiago Cabaço, João Portugal Ramos, Esporão, Cartuxa, Quinta do Quetzal, Herdade do Freixo, Ervideira,…

4 – Conhecer o Megalitismo do Alentejo

Os monumentos megalíticos criam hoje uma enorme curiosidade sobre quem está a visitar o Alentejo. Apenas no distrito de Évora, são conhecidos mais de dez recintos megalíticos! Para além destes, existem mais de cem menires isolados, perto de oitocentas antas e cerca de quatrocentas e cinquenta povoações megalíticas.

Contudo, os monumentos megalíticos encontram-se por todo o Alentejo. Existe uma grande concentração na Serra d’Ossa e perto de Monsaraz, por exemplo. A razão é simples: parte da região toca as bacias hidrográficas do Tejo, Sado e Guadiana, os maiores rios do sul de Portugal. Logo, era um ponto essencial de passagem e fixação das comunidades de caçadores-recoletores.

o que fazer alentejo
O Cromeleque dos Almendres, perto de Évora. Está rodeado por uma floresta de sobreiros, bem característica do Alentejo.

Se está perto de Évora e procura o que fazer no Alentejo, explore alguns dos mais importantes monumentos pré-históricos de toda a região. São eles a Anta Grande do Zambujeiro, o Menir dos Almendres e o Cromeleque dos Almendres. Este último é o maior monumento megalítico da Península Ibérica. É igualmente um dos mais antigos do mundo, 2000 anos anterior a Stonehenge. Foi construído tendo em conta fenómenos astronómicos relacionados com a movimentação anual do Sol e da Lua.

Em Évora, pode ainda visitar o Núcleo Interpretativo do Megalitismo (no Convento dos Remédios); em Mora, existe o Museu Interactivo do Megalitismo. Se tem interesse pelo assunto, explore estes dois museus. Porém, claro, não deixe de ver os monumentos com os seus próprios olhos para sentir toda a envolvência.

O que fazer no Alentejo - Tour Megalítico em Évora
Dispomos de um Tour Megalítico em Évora. Venha sentir a mística destes locais arqueológicos.

5 – Compreender as distinções da UNESCO

Nos últimos anos, a Unesco tem reconhecido a importância do Alentejo, ao considerar Património Mundial alguns locais e práticas da região. A lista abaixo poderia ser considerada quase como que um resumo muito curto do que visitar e fazer no Alentejo.

visitar alentejo evora
Entrada da Universidade de Évora, cidade património mundial UNESCO. Obrigatória para quem visitar o Alentejo.

Locais Património Mundial no Alentejo

  • Centro histórico de Évora
  • Cidade-quartel fronteiriça de Elvas e suas fortificações

Património Cultural Imaterial da Humanidade no Alentejo

  • Cante Alentejano
  • Produção de Figurado em Barro de Estremoz
  • Dieta Mediterrânica

Património Cultural Imaterial com Necessidade de Salvaguarda Urgente

  • Manufatura de Chocalhos (Alcáçovas)

6 – Apreciar a natureza mais de perto

O Alentejo é uma região extensa com baixa densidade populacional. Por outras palavras, a natureza assume um papel preponderante no território. Portanto, por si só, torna-se um ponto obrigatório na sua lista de atividades no Alentejo.

Com a garantia de um merecido descanso ao fim do dia no alojamento que escolher, parta à descoberta de trilhos pedestres ou de bicicleta. Investigue serras, montes, vales e ribeiras. Visite alguns dos locais abaixo se é apaixonado pela natureza. São perfeitos para respirar ar puro e observar os animais e plantas que for encontrando.

alentejo cidades
A vila de Castelo de Vide com o imponente Castelo de Marvão num monte (à esquerda) do Parque Natural da Serra de São Mamede. Mais uns pontos de interesse a acrescentar ao seu roteiro!

 

  • Parque Natural da Serra de São Mamede
  • Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
  • Parque Natural do Vale do Guadiana
  • Reserva Natural do Estuário do Sado
  • Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha

Para além destas zonas, não deixe também de conhecer de perto o ecossistema por excelência do Alentejo, o montado.

O que fazer no Alentejo - Passeio em 4x4 ou caminhada no montado
Deixe-se guiar por nós fazendo um tour no montado alentejano. Contacte com o fantástico mundo da cortiça. Quem sabe até faz uma prova de vinho…

7 – Desfrutar das águas do interior do Alentejo

Ao deslocar-se de carro em direção à sua próxima atividade no Alentejo vai reparar que, ao longo das estradas, existem barragens e lagos. Estes armazenam água para consumo de habitações e terrenos agrícolas. Para além deste fim, cada vez mais, também são irresistíveis para os visitantes que procuram a tranquilidade ou as emoções dos desportos náuticos. Exemplos destes últimos são ski aquático, remo, vela, canoagem, SUP,…

atividades alentejo
Lago Alqueva, o maior da Europa. Um lugar incrível para visitar no Alentejo. Aprecie a paisagem ou aventure-se em atividades na água.

Sendo o maior lago da Europa, a Barragem de Alqueva é a mais conhecida do Alentejo. Pela sua dimensão mas também pela beleza, ao perto e desde um miradouro privilegiado como Monsaraz.

Visite ou durma numa das aldeias ribeirinhas do Alqueva: Luz, Estrela, Alqueva, Amieira, Juromenha, Monsaraz. Atividades não vão faltar por aqui, certamente. Experimente a pesca. Alugue um barco ou faça um pequeno cruzeiro a partir do Cais da Barragem, da Marina da Amieira ou do Centro Náutico de Monsaraz.

visitar monsaraz alentejo
Monsaraz, um dos mais bonitos castelos do Alentejo.

Como se não bastasse o Lago Alqueva, aproveite ainda para conhecer outras barragens perfeitas para a atividade que procura. Montargil e Maranhão são bons exemplos. Mais a sul, memorize os nomes Divor, Vigia, Odivelas, Alvito, Santa Clara. Se gosta de praias fluviais, siga pelos campos do Alentejo até ao seu lugar perfeito para refrescar nos quentes meses de verão: Praia Fluvial de Monsaraz, Praia Fluvial de Mourão, Praia Fluvial da Tapada Grande (Mina de S. Domingos, Mértola), Praia Fluvial da Ponte do Paço (Mora), várias praias em Montargil.

O que fazer no Alentejo - Visitar Monsaraz
Para ficar a saber tudo sobre Monsaraz e poder ver a paisagem deslumbrante do Lago Alqueva, venha connosco fazer um Tour a Monsaraz.

8 – Participar em festivais, feiras e festas

Participar num evento faz parte desta lista de atividades para fazer no Alentejo porque é assim que irá entrar facilmente em contacto com a população orgulhosa das suas tradições. Existem muitos eventos por todo o Alentejo. Ao longo do ano, haverá sempre um município em festa fazendo uma mostra do que de melhor a terra tem para oferecer a quem lá mora ou a quem visita.

atividades alentejo feiras
O que fazer no Alentejo? Experimentar as feiras, festivais e festas com os alentejanos!

Espere encontrar feiras árabes e medievais. Prepare-se para eventos específicos dedicados a artesanato, gastronomia, artes (música, cinema, teatro), agricultura, vinho,… Nas capitais de distrito, eventos como a Feira de S. João (Évora), Ovibeja (Beja) e Feira de Portalegre fazem parte da tradição há décadas. Em muitas cidades, vilas e aldeias existem feiras ou mercados semanais onde encontrará os melhores produtos do Alentejo.

Para quem adora música, os festivais ocorrem essencialmente mais perto do verão. Destaque para o MEO Sudoeste (Zambujeira do Mar), pela comunhão perfeita entre nomes da música Pop/Rock internacional e nacional com um espaço perto da praia na costa alentejana. Igualmente junto ao mar, não perca o Músicas do Mundo (Sines). Já mais para o interior, faça planos para ir ao Andanças – Festival Internacional de Música e Dança Tradicional (Castelo de Vide), o Festival de Lavre e o Festival do Crato.

Se procura o que fazer no Alentejo e aprecia música clássica, vá até ao Festival Pedreira dos Sons (Viana do Alentejo), ao Festival Internacional de Música de Marvão e ao Festival Terras Sem Sombra (várias localidades do Alentejo).

9 – Visitar museus, castelos, palácios e outros locais de interesse cultural

A presença de imensos povos no Alentejo ao longo dos séculos deixaram à região um vastíssimo espólio de vestígios de outrora. Estes são de um valor incalculável a nível cultural. Assim sendo, a sua visita representa um destaque neste top de atividades no Alentejo.

Trace o seu roteiro para visitar alguns no seu próximo roteiro de viagem. A lista não está, obviamente, completa mas pretende ser um ponto de partida para outras descobertas, tão ou mais interessantes.

Museus no Alentejo

Existem 47 municípios no Alentejo. Cada um deles valoriza a cultura e dispõe de, pelo menos, um museu onde poderá conhecer a História do concelho mais de perto. Mas são tantos os museus que seria exaustivo enumerá-los detalhadamente. Por isso, fica aqui apenas uma lista de temáticas: arte sacra, cavalo, tapeçaria, bordados, tapetes, sabão, barro, azeite, ruralidade, arqueologia, militar, fotografia, mármore, relógios, frescos, vinho, café, medronho, farinha, arroz, etnografia, mineiros, bombeiros, contrabando, arte contemporânea,…

Ainda em relação a museus, há que referir um pela sua singularidade em Portugal. Trata-se da Capela dos Ossos, um dos ex-libris de Évora. Não se esqueça de que algumas bibliotecas alentejanas são igualmente locais interessantes a nível histórico, arquitetónico e (obviamente) cultural.

Castelos do Alentejo

  • Norte Alentejano – Alegrete, Alter do Chão, Amieira do Tejo, Arronches, Avis, Belver, Cabeço de Vide, Campo Maior, Castelo de Vide, Elvas, Marvão, Nisa, Ouguela, Portalegre
  • Alentejo Central – Alandroal, Arraiolos, Borba, Estremoz, Évora, Evoramonte, Juromenha, Monsaraz, Mourão, Montemor-o-Novo, Portel, Redondo, Terena, Veiros, Viana do Alentejo, Vila Viçosa
  • Baixo Alentejo – Alvito, Beja, Mértola, Moura, Noudar, Serpa
  • Alentejo Litoral – Alcácer do Sal, Pessegueiro, Santiago do Cacém, Sines, Vila Nova de Milfontes
alentejo o que fazer castelos
Adicione visitas a castelos como este, em Evoramonte, no seu guião do que fazer no Alentejo.

Se tem interesse a nível da arquitetura militar, salienta-se a importância da visita às Torres de Menagem de Beja e de Estremoz, bem como à ermida-fortaleza de Nossa Senhora da Boa Nova de Terena. Não deve também perder a já referida “Cidade-Quartel Fronteiriça de Elvas e as suas Fortificações”, considerada Património Mundial pela UNESCO.

O que fazer no Alentejo - Tour dos Castelos
Visite connosco algumas das fortificações acima mencionadas. Venha fazer o Roteiro dos Castelos do Alentejo.

Palácios no Alentejo

Para além de alguns palacetes espalhados um pouco por toda a região sul de Portugal, os palácios do Alentejo estão todos situados no distrito de Évora.

  • Évora – Galeria das Damas do Palácio de D.Manuel, Antigo Palácio Arquiepiscopal (hoje Museu de Évora), Palácio dos Condes de Basto, Palácio dos Duques de Cadaval
  • Vila Viçosa – Paço Ducal de Vila Viçosa

Ruínas Romanas no Alentejo

Os romanos dominaram completamente a Península Ibérica até ao século III d.C. Por conseguinte, deixaram imensos vestígios da sua forte presença no Alentejo. Muitos ainda estão em excelente estado de conservação tendo em conta a idade. Ficam aqui os óbvios destaques.

  • Em Évora – Templo Romano, termas na Câmara Municipal, Cerca Velha, Porta de D. Isabel, Casa de Burgos
  • Villa Romana de Nossa Senhora da Tourega (Évora)
  • Ruínas Romanas de Tróia
  • Ruínas Romanas de Miróbriga (Santiago do Cacém)
  • Ruínas Romanas de Cucufate (Vidigueira)
conhecer alentejo
Um dos monumentos mais conhecidos do Alentejo, o Templo Romano de Évora.

Não deixe de conhecer também um dos apenas quatro edifícios que é um vestígio da herança muçulmana em Portugal, a Igreja Matriz de Mértola.

10 – Descobrir a costa alentejana

Considerada por muitos como a última costa selvagem da Europa e talvez uma das mais belas do mundo, toda a costa alentejana é um território para explorar. Desde a península de Troia até ao Algarve, existe um litoral praticamente intocado com paisagens incríveis. Vai encontrar muitas longas e acolhedoras praias, bonitas dunas, penhascos rochosos, imponentes faróis, inspiradores cabos, pequenas ilhas, estuários de rios,…

costa alentejo atividades
O Alentejo também tem praias magníficas naquela que é considerada a última costa selvagem da Europa.

Se procura o que fazer no Alentejo junto ao mar, vai surpreender-se com as inúmeras opções. Para além de, evidentemente, poder descansar na areia aproveitando o sol quente do Alentejo, há imensas atividades ao ar livre. Pratique desportos náuticos, observe as aves, vá à pesca, monte a cavalo, mergulhe junto à costa, faça caminhadas, explore os campos de BTT,…

Os amantes da natureza têm à sua disposição a Reserva Botânica das Dunas da Península de Troia, a Reserva Natural do Estuário do Sado, a Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha, o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina (que se estende até à costa sul do Algarve). Desde Santiago do Cacém até perto do Cabo de S. Vicente (já Algarve), poderão percorrer a pé ou de BTT alguns dos 28 percursos da Rota Vicentina. Se é praticante de golf, pela modalidade e pelo contacto com a natureza, experimente o campo do Tróia Resort.

fazer alentejo costa
As falésias da costa alentejana. Perfeitas para caminhadas!

A nível cultural, histórico ou arquitetónico, os destaques desta zona do Alentejo vão para as encantadoras cidades, vilas e aldeias; os vários castelos e fortes; as ruínas romanas de Miróbriga e as de Troia. Perto desta última, visite ainda o Cais Palafitico da Carrasqueira, construído por pescadores em meados do século XX como embarcadouro que permitisse o acesso aos barcos durante a maré baixa.

11 – Seguir as rotas turísticas do Alentejo

Fazer turismo na região é extremamente fácil. Não só devido à enorme disponibilidade de atividades no Alentejo mas também porque as infindáveis planícies possuem boas estradas. Estas, conduzem-nos sempre a lugares especiais. Se pretende saber o que fazer no Alentejo e tem interesses específicos nas áreas que lhe damos conta abaixo, acrescente estas sugestões ao seu roteiro de viagem.

Rota do Mármore

O chamado ouro branco do Alentejo dá-se a conhecer aos visitantes através da Rota do Mármore. Os segredos desta matéria prima escondida nos solos são desvendados nos concelhos de Alandroal, Borba, Estremoz, Sousel e Vila Viçosa. As atividades disponíveis incluem descidas a pedreiras e visitas a galerias de exploração subterrânea. Uma outra vertente bastante interessante é o revelar dos métodos de trabalho do mármore para inclusão nos monumentos do Alentejo, a nível da arquitetura ou da escultura.

alentejo turismo
O bonito Palácio de Vila Viçosa, com a fachada coberta de mármore.

Rota dos Vinhos do Alentejo

O objetivo da Rota dos Vinhos do Alentejo é que esta seja mais do que um mapa correspondente a um circuito turístico. Com o tema do enoturismo no Alentejo sempre presente, pretende-se que quem visita a região possa absorver outras vertentes daquilo que é um pouco da alma alentejana. Alguns exemplos são o património, a animação turística e cultural nos diversos municípios, as gentes que encontramos nas povoações e no campo. Não podemos esquecer também, é claro, a gastronomia associada à prova das diferentes castas de uva que se colhem por cá.

Da Rota dos Vinhos do Alentejo fazem parte adegas para visita e prova de vinhos. Algumas destas adegas ainda são hotéis/casas de turismo rural ou mesmo restaurantes. Uma boa forma de terminar ou começar o seu percurso é visitar a sala de provas que se encontra em Évora.

Rota do Fresco

A Rota do Fresco leva-nos através dos concelhos de Alvito, Cuba, Portel, Vidigueira e Viana do Alentejo em busca dos murais pintados em capelas, ermidas e igrejas entre os séculos XV e XIX. Estas pinturas murais foram sendo cobertas pela cal do Alentejo porque eram consideradas grosseiras e não artísticas.

Hoje recuperadas, podem ser visitadas em alguns templos religiosos como, por exemplo, o antigo Convento de S. Cucufate (Vidigueira), a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Assunção e a Ermida de S. Sebastião (Alvito), a Igreja de Faro do Alentejo (Cuba), a Ermida de S. Geraldo De Alcáçovas (Viana Do Alentejo), a Capela de S. Brás (Portel).

Rota Vicentina

A Rota Vicentina, já referida anteriormente, é a forma perfeita para se apaixonar pelo Sudoeste de Portugal. Seguir estes percursos sugeridos na costa do Alentejo (total de 450 km) permite tomar contacto com a natureza. Para além disso, também permite explorar o património histórico e cultural desta região. Parta a pé ou de BTT pelos diferentes trilhos. Estes foram percorridos desde sempre pelos locais, entre Santiago do Cacém, no Litoral Alentejano, e o Cabo de São Vicente, no Algarve.

  • Caminhos Históricos (12) – seguidos originalmente por peregrinos, atravessam várias vilas e aldeias.
  • Trilhos dos Pescadores (9) – só podem ser percorridos a pé, como sempre fizeram os habitantes locais para chegar aos pesqueiros e às praias.
  • Percursos Circulares (7) – têm início e final no mesmo local, permitindo caminhadas mais curtas e com menos logística envolvida.

12 – Descobrir as raízes do povo no artesanato alentejano

Como em qualquer viagem, a pesquisa para decidir o que fazer no Alentejo desperta-nos a curiosidade para as formas de vida das suas gentes. As artes populares (o artesanato) são uma manifestação do legado deixado ao longo dos séculos por toda a região no fabrico de peças que já foram objetos do dia-a-dia.

alentejo artesanato
Peças de artesanato alentejano. Vai encontrar muitas. Leve uma recordação.

Para muitos viajantes, não basta levar para casa artesanato como recordação. Eles querem ver e sentir os lugares onde é feito, assim como conhecer os artesãos e conversar com eles. As manifestações de artesanato do Alentejo são vastíssimas. Deixamos aqui alguns exemplos e zonas onde se destacam.

  • Peças em cortiça, vestuário tradicional alentejano – um pouco por todo o Alentejo
  • Olaria e Pintura – Crato, Estremoz, Nisa, Redondo, S. Pedro do Corval (maior centro oleiro de Portugal), Viana do Alentejo
  • Tapetes, mantas e tapeçarias – Arraiolos, Mértola, Nisa, Portalegre, Reguengos de Monsaraz
  • Chocalhos – Alcáçovas
  • Mobiliário e objetos decorativos em ferro forjado – Campo Maior e Ferreira do Alentejo
  • Peças de couro ou pele – Alcácer do Sal, Almodôvar, Alter do Chão, Cuba, Nossa Senhora de Machede, Terrugem

À curta lista apresentada por nós podemos ainda acrescentar azulejaria, cabaças, cestaria, cutelaria (Azaruja), peças em chifre (Nossa Senhora de Machede), etc.

——

Como viu se foi capaz de ler este longuíssimo texto até ao fim, oferta de atividades no Alentejo é coisa que não falta por cá. Agora só tem de escolher e marcar a viagem. Quem sabe até viagens… Até já!

Hotel Evora