Início / Alentejo / Redondo – visitar a tradição de um Alentejo autêntico
visitar redondo
Vista desde o Castelo de Redondo

Redondo – visitar a tradição de um Alentejo autêntico

A fundação da vila de Redondo, de acordo com os dizeres do povo, está ligada ao título lendário de «Penedo Redondo», um penedo que existia na muralha medieval original. Pois é… Redondo. Já conhece?

Então, Redondo é Alentejo, é vila de gente afável e humilde. Redondo é tradição e hospitalidade. Aldeias brancas com casas com uma faixa de cor alegre, como tantas outras da região, “casa” de antas de tempos antigos e campos sem fim cobertos por tapetes de flores, de cores e pelos típicos montados alentejanos.

Aqui, no verão, as calmas ruas enchem-se de vida e esta vida enche-se de cor e rebuliço. Aqui se dá forma ao barro e a cultura é servida à mesa, onde o mel, os enchidos e os vinhos alentejanos produzidos no concelho deleitam quem a ela se senta e se esquece do que vai lá fora.

Visitar Redondo – destaques na vila e no concelho

Redondo é conhecido pelos seus vinhos de indiscutível qualidade, resultantes das melhores castas da região e bastante apreciados pelos visitantes. A acompanhar um belo vinho, uma apetitosa refeição bem representativa da variada gastronomia alentejana. Mas não só! O repasto é servido em loiça de barro, feita nesta terra, não só de vinhos mas também de barro, de oleiros.

olaria redondo
Olaria em Redondo

No entanto, Redondo não é só olaria, vinhos e gastronomia, é também história e gente. É esta gente que faz a história do concelho, com o conhecido mobiliário alentejano, com a cortiça trabalhada com afinco e, claro, com as flores de papel que enfeitam as ruas nas quentes noites da região. Um valioso representante do artesanato alentejano.

O concelho de Redondo encontra-se envolvido pela imensa planície alentejana e pela deslumbrante beleza da Serra D’Ossa, que se ergue altiva e imponente. As suas paisagens revelam-nos os característicos montados e as vastas vinhas. Ambos recebem os seus visitantes de “braços abertos” oferecendo-lhes tudo para que se sintam em casa.

A Serra D’Ossa ficou conhecida na História como Monte-de-Vénus e Serra dos Hossenos ou dos Hossios. Este último nome surgiu por volta dos anos 40 a 45 quando os primeiros cristãos chegaram à região. É do cume desta serra, sem igual na região, que pode observar e desfrutar de uma paisagem única sobre a magnífica planície alentejana.

Redondo – a História da vila

A formação administrativa da vila de Redondo deve-se a D. Afonso III, que lhe concedeu foral no ano de 1250. Contudo, foi D. Dinis que a mandou fortificar e lhe outorgou nova carta de foral, em 1318. Como património da Coroa, foi doada por D. Manuel, em 1500, a um tal capitão e herói de Arzila, de seu nome D. Vasco Coutinho, 1º Conde de Redondo e 1º Conde de Borba.

No início do século XV, Redondo era habitada por poucos. Por isso, em 1418, D. João I decretou que todos aqueles que se deslocassem de Évora para Vila Viçosa e Alandroal teriam, obrigatoriamente, que passar pela vila, proibindo o uso de estradas alternativas. Nos tempos de hoje, Redondo é passagem e paragem obrigatória para os visitantes que querem apreciar a sua herança histórica, cultural e arquitetónica.

castelo redondo
Castelo de Redondo

Por volta de 1463, a vila de Redondo começou efetivamente a expandir-se. Sendo que a cerca do castelo estava totalmente povoada, foi decidido que a zona do arrabalde também passasse a ser habitada. Privilégios e liberdades eram agora iguais para os moradores da cerca do Castelo de Redondo e para aqueles que moravam no exterior.

A expansão da vila continuou pelos séculos XVII e XVIII. Já no século XIX houve uma clara diminuição no crescimento da vila, em parte devido ao cenário agitado que se vivia no país. Apesar desta situação, cerca de 1830, foi construído um teatro no Largo da Câmara. Este denuncia que Redondo era já nessa altura uma vila ativa e interessada pelos aspetos culturais.

Novo período de crescimento teve lugar ainda no final do século XIX. Nesta altura, foi impulsionado pelo forte desenvolvimento da cultura da vinha, o qual se manteve nas primeiras décadas do século XX. Os solos férteis de granito e xisto desde sempre permitiram a produção de um vinho de excelente qualidade. Este é um dos maiores bens desta área, considerada uma das regiões de Denominação de Origem Controlada (D.O.C.) do país.

visitar redondo
Não deixe de visitar Redondo e o seu castelo ao pôr do sol

Visitar Redondo – explorar esta terra autêntica

Hoje em dia, em Redondo, pode ver a Cerca militar mandada construir por D. Dinis, classificada como Monumento Nacional e mais tarde como Zona Especial de Proteção. Pode também visitar as Igrejas Matriz (séculos XVI e XVII), a da Misericórdia, de estilo Manuelino, a do Calvário (século XVII) ou a de Nossa Senhora da Saúde do século XVII, bem como o Pelourinho. 

Igualmente interessantes e que valem bem a pena dedicar um pouco do seu tempo são o Castelo de Redondo, o Miradouro do Cume da Serra D’Ossa, o Museu Regional do Vinho de Redondo, o Museu do Barro. Por alturas do verão, não perca as célebres Ruas Floridas, uma tradição do século XIX que os redondenses mantém viva, decorando as ruas da vila com milhares de flores feitas em papel colorido.

 Escolha o seu alojamento nesta lista de hotéis em Redondo 

Arredores de Redondo – monumentos megalíticos

Depois de conhecer o coração de Redondo, pode interessar-se por visitar ainda o que se passa à sua volta… E é bastante! O imenso património megalítico é de grande interesse e não pode ficar por conhecer. Aproveite e dê um passeio pelos campos para ver a Anta do Colmeeiro, um dos mais bem conservados monumentos megalíticos; a Anta da Herdade da Candeeira; a Anta da Venda do Duque; e a Anta da Vidigueira, um monumento funerário do Neolítico (alguns destes percursos estão disponíveis mediante marcação na Câmara Municipal de Redondo). Todos estes monumentos atestam a presença humana nesta região desde tempos muito antigos.

Arredores de Redondo – Convento de São Paulo

Mais afastado da vila temos o Convento de São Paulo, também conhecido como Convento de São Paulo da Serra de Ossa ou Convento da Serra D’Ossa, o qual não deve ser esquecido na sua visita aqui. É um edifício conventual construído em 1182, pelos monges da Ordem de São Paulo Eremita. Foi edificado entre a vila de Redondo e a cidade de Estremoz. Na meia encosta da Serra D’Ossa, bem nas entranhas do Alentejo. Aqui, neste lugar escondido, os eremitas viram o local ideal para fazerem as suas orações, afastados da sociedade.

convento sao paulo serra nossa
Convento de São Paulo, Serra D’Ossa

Por este Convento passaram algumas figuras reais, como D. Sebastião, D. João IV ou D. Catarina de Bragança. É aqui que está concentrada a maior coleção de azulejos do país. São perto de 54.000, sem contar com os diversos painéis que se encontram espalhados por todo o espaço do convento.

Atualmente, pode dormir no Convento de São Paulo, pois este é hotel museu e, ao mesmo tempo, um requintado hotel de luxo. Enfim, um lugar encantador com quartos elegantes cujos terraços possuem uma vista esplendorosa sobre a paisagem alentejana. Temos, assim, a cultura aliada ao bem-estar e ao conforto do Alentejo. Imperdível!

São organizadas várias exposições ao longo do ano. Para além destas pode apreciar as maravilhosas fontes florentinas espalhadas pelo Convento, tanto no interior como no exterior. Mas… o convento tem muito mais para lhe oferecer: a visita à capela, o claustro, os jardins e, claro, um restaurante onde pode apreciar o melhor da cozinha alentejana. Pode escolher de entre iguarias como a “Sopa de Cação”, “Poejada de Bacalhau”, “Borreguinhos em Azeite”, “Migas de Espargos”, entre outras igualmente tentadoras. A acompanhar, um bom vinho alentejano, e os vários doces conventuais e regionais.

Arredores de Redondo – a natureza e o património arqueológico

Para os que gostam de usufruir de tudo o que a Natureza e o ar puro têm para oferecer também há diferentes escolhas. Para começar, poderá aventurar-se no montado ou conhecer as vinhas. Outra hipótese é escolher um percurso que o levará a conhecer a Serra D’Ossa. Pode variar entre o Percurso das Antas, o Percurso do Freixo, o Percurso do Montado-Freixo ou o Percurso Eremitas da Serra D’Ossa.

Sugestão de passeio em Redondo
redondo camposAo visitar o Alentejo em Redondo vai ver bonitos campos de sobreiros. Conheça o montado mais de perto fazendo um dos nossos passeios de jipe ou caminhadas. Aprenda tudo sobre a cortiça na incrível paisagem da Serra d’Ossa e faça uma prova de vinho alentejano perto de Redondo. Deixe-se igualmente guiar por um arqueólogo local que lhe vai contar tudo sobre mitos, simbologia e técnicas de construção das antas da região.

Depois de tudo o que ficou a saber sobre Redondo, se vem da cidade, seja ela grande ou pequena, aqui não lhe será difícil esquecer-se da agitação e do tumulto do dia-a-dia. Sente-se, num final de tarde, a contemplar o pôr do sol, a beber um copo de vinho e a sentir na pele a vila de Redondo, o Alentejo. Respire e viva a paz alentejana.

Booking.com

Veja também

evoramonte paco ducal

Evoramonte – a História de Portugal num castelo

A pitoresca e deliciosa freguesia de Evoramonte (ou Évora Monte) está situada entre as formosíssimas …