Início / Alentejo / São Pedro do Corval, maior centro oleiro de Portugal
sao pedro corval
São Pedro do Corval, o maior centro oleiro de Portugal

São Pedro do Corval, maior centro oleiro de Portugal

A acolhedora freguesia de São Pedro do Corval fica no coração do distrito de Évora, a poucos quilómetros de Reguengos de Monsaraz… E mais perto ainda da vila de Monsaraz. Conhecida pela sua antiga tradição de mestria oleira, São Pedro do Corval é a terra da cerâmica alentejana por excelência.

São Pedro de Corval tem atualmente mais de vinte olarias de fabrico artesanal. Por isso, tem a maior concentração de olarias em Portugal e uma das maiores na Península Ibérica. Sabia que, desde os tempos pré-históricos, existem em São Pedro do Corval depósitos de argilas únicas a esta região do Alentejo?

As argilas permitiram que, ao longo da nossa história, os povos que foram habitando esta região pudessem criar peças utilitárias. Estas são tão peculiares ao temperamento alentejano porque tornaram o seu quotidiano um pouco mais fácil. Alguns desses resquícios do nosso passado sobreviveram até aos nossos dias, ensinando-nos como viviam os nossos avós.

O costume no fabrico destas peças de valor tão especial mantém-se bem vivo em São Pedro do Corval. Aqui, os mestres oleiros ainda moldam o barro à mão. Fazem-no enquanto lentamente giram a sua roda e partilham as suas histórias de vida com os visitantes.

olaria corval
Olaria tradicional em São Pedro do Corval

Ao passear pelas ruas desta hospitaleira freguesia de São Pedro do Corval, estes acolhedores recantos esperam a sua visita. Encantadoras olarias a conhecer, onde a tradição, a história e a arte alentejanas se conjugam perfeitamente. E dão origem a extraordinárias peças artesanais, feitas em roda de oleiro, cozidas em fornos de lenha. Depois, são pintadas à mão com as cores douradas do Alentejo.

São Pedro do Corval – gastronomia alentejana

Julga que São Pedro do Corval se resume à sua magnífica cerâmica? Então, veja o que mais pode desfrutar na freguesia dos mestres oleiros! Aproveite para saborear os famosos “Assado de Borrego” e “Cozido de Carne”. Estes deliciosos pratos tradicionais, preparados, segundo a herança da gastronomia alentejana, em tigela de fogo, sabem melhor quando acompanhados de um tinto aveludado das fabulosas adegas de Reguengos de Monsaraz.

Experimente este autêntico festim para o seu paladar, com iguarias preparadas em cerâmica regional e que perpetuam as receitas apuradas com o tempo e o engenho.

São Pedro do Corval – visitar para além da olaria

E porque não um passeio pelo deslumbrante jardim D. Maria da Graça Villaret Ratinho após um manjar dos deuses? Um outro costume imperdível é o que envolve o menir megalítico de Santa Margarida, popularmente conhecido como a Rocha dos Namorados. Devido à sua forma em cogumelo e por estar profundamente enterrado no solo, esta pedra está intimamente ligada à ideia de fertilidade.

rocha namorados corval
Rocha dos Namorados

Assim, em cada segunda-feira de Páscoa, a tradição manda que todas as moças em idade casadoira consultem o sábio menir quanto ao seu casamento. As meninas solteiras atiram pedras e tentam acertar na base do topo do monólito. Cada pedra que cai do menir representa um ano de espera pelos seus futuros matrimónios.

Estas peregrinações à Rocha dos Namoradas partem da Igreja Matriz de São Pedro do Corval, também conhecida por Santuário de Nossa Senhora do Rosário ou Ermida de São Pedro, edifício religioso classificado como Monumento de Interesse Público.

Provavelmente edificada por volta do século XVI, esta bela ermida sofreu grandes danos durante o terramoto de 1755. Aquando das obras de reconstrução da sua fachada, no século XVIII, a torre sineira ganhou um novo e imponente fôlego. Ainda mais recentemente, na década de 90 do século XX, descobriram-se alguns estupendos frescos quinhentistas na parede da capela-mor.

Antes de terminar o seu percurso por São Pedro do Corval, passe pelo Outeiro do Azinhalinho. Aí, deixe-se passear por entre o que resta de um castelo solarengo. O já quase inexistente edifício terá sido fundado durante o reinado de D. Afonso III e as suas ruínas transportam-nos à era dos cavaleiros e das suas nobres cruzadas.

Alentejo é sinónimo de arte cerâmica e não existe, em todo Portugal, outro foco de engenho e costume oleiro alentejano como a formosa localidade de São Pedro do Corval. Conhecer esta freguesia é apaixonar-se perdidamente pelos seus tons quentes e sereno encanto. Venha a São Pedro do Corval, goze de um descanso enriquecedor e merecido e leve um pouco do Alentejo consigo para casa!

Tour Monsaraz, Visita Guiada Monsaraz
tour corval visitaAcompanhe-nos num dos nossos Tours a Monsaraz, cujo percurso também passa por São Pedro do Corval. Obrigatório para quem está no Alentejo, em Lisboa ou qualquer outra cidade portuguesa e não tem transporte próprio. Perfeito para quem valoriza conhecer mesmo os lugares que visita e a tradição.
Hotel Evora