fbpx
igreja sao mamede
Fachada principal da Igreja de São Mamede

Igreja de São Mamede em Évora

igreja sao mamede
Fachada principal da Igreja de São Mamede
Pode encontrar a Igreja de São Mamede no Largo Dr. Evaristo Cutileiro, bem perto do grande centro histórico da cidade de Évora. É um monumento religioso, como tantos outros, dedicado ao santo com o mesmo nome. Mas, também como outros, a Igreja de São Mamede espera que suba os degraus e entre lá dentro.

Esta igreja, da época de D. Dinis, teve fundação gótica. Mais tarde, no século XVI, foi remodelada. Sofreu profundas transformações arquitetónicas ao nível da nave e das capelas laterais. Deve-se a esta remodelação o aspeto que tem hoje.

A Igreja de São Mamede é de arquitetura religiosa renascentista, barroca. Tem uma planta longitudinal com duas capelas laterais. O acesso principal a estas capelas é feito através de um arco de volta perfeita, sobreposto de frontão curvo. Esta composição repete-se, ainda que de forma diferente, no alçado principal da nave.

O forte cunho renascentista da Igreja de São Mamede pode ver-se na galilé em mármore e também na abóbada nervurada da nave, apesar de ter sido concebida de acordo com o sistema tradicional da arte gótica.

No exterior, a fachada principal da Igreja de São Mamede é bastante harmoniosa em termos de arquitetura. Antes de entrar pela frente, terá que subir a escadaria desnivelada, devido ao declive do terreno onde assenta. É nestas escadas que os noivos posam para as fotografias, depois de abençoados no templo.

Os azulejos policromáticos que revestem as paredes da nave e da Capela da Confraria do Santíssimo Sacramento datam do século XVII e são da autoria de Gabriel del Barco. Estes painéis têm na sua barra colunas de espirais e enrolamentos vegetalistas. O elegante retábulo do altar-mor, todo ele em mármore, em estilo neo-clássico, é da parte final do século XVIII.

No primeiro tramo da nave podem ver-se duas pias de água benta, uma de cada lado. Perto da nave e da capela-mor encontram-se duas caixas de confessionários em alvenaria, forradas com azulejos.

igreja sao mamede evora
Torre do relógio
As quatro capelas laterais são do período quinhentista. A capela batismal encontra-se forrada de azulejos seiscentistas. Na capela-mor podemos ver um retábulo do século XVII. O estilo barroco sente-se sobretudo ao nível dos painéis de azulejos.

Junto à fachada lateral da Igreja de São Mamede pode encontrar um pequeno jardim, onde se pode sentar e gozar da sombra de uma das muitas árvores que aí se encontram. Isto se vier no verão, claro! Pode apreciar a vivência diária das pessoas, sobretudo idosos, que moram em redor deste local, uma vez que é aqui que se reúnem para “pôr a conversa em dia”.

Pode ainda ouvir as brincadeiras e a algazarra das crianças que frequentam a única escola básica do 1º Ciclo existente dentro das muralhas de Évora. Esta escola encontra-se a funcionar naquilo que antes foi o Convento das Mónicas.

Depois de visitar a Igreja de São Mamede, dependendo de onde veio antes, dedique-se a percorrer as estreitas ruas caiadas de branco da freguesia com o mesmo nome até chegar à Porta de Avis. Aí, com as muralhas à vista, encontre o Aqueduto da Água de Prata e siga-o, por metros ou quilómetros.

Se foi pela referida porta que entrou em Évora, então, suba sempre a colina após sair da Igreja de São Mamede. É no ponto mais alto da cidade que o esperam os monumentos mais fascinantes.

Hotel Évora